O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

sexta-feira, maio 10, 2013

Hoje aprendi uma coisa

Que a menos que queira morrer sufocada no meu próprio pingo-do-nariz, respirar como o miar de um gato, ou entrar para o Guiness com o maior número de espirros dados de seguida, enquanto me mantiver super constipada e super alérgica, não devo voltar a colocar os pés numa "Megastore da China".
É que aquele cheiro de perfumes baratos, misturado com aquele pó e aquela roupa toda amontoada a cheirar a borracha da Primark, mais paus de incenso de quinhentos aromas diferentes, são completamente incompatíveis com a minha rinite alérgica com toques de asma bronquica.
Saí a correr, agarrada à bomba do Ventilan.
Ainda assim, tive fôlego para feirar um pepino, um tomate e um florão de brócolos, de plástico, tudo para completar a já mui famosa roda dos alimentos.
É que disse à Migalha para informar a professora, que segunda feira lá estaríamos triunfantes com a mais completa roda dos alimentos alguma vez concebida em ambiente familiar. E tinha a parte das hortícolas reduzida a uma cenoura (loja dos animais, secção dos coelhos), e uma alface híbrida com couve portuguesa, completamente caseira ( feita numa técnica com um nome chiquérrimo- técnica papel maché).
Ainda continuo com a zona das proteínas reduzida a um ovo, mas há planos para bife e peixe de esferovite.
Como podem ver, tinha razões mais que suficientes para ingressar num bazar chinês. Só queria uns alimentos de plástico que me poupassem à tecnica do papel maché e à cena de pintar esferovite.
Ainda assim, não repito tão cedo. Aquilo já é mau para quem respira normalmente, para quem espirra cinquenta vezes ao dia ao mínimo grão de pó, é correr risco de vida.
Mas eu compreendo que não se cumpram as regras higiosanitárias mínimas, ou de segurança, ou mesmo a precificação dos artigos nestes maravilhosos bazares chineses. Afinal, a ASAE está demasiado ocupada a tentar multar todas as grandes superficies que investem rios de dinheiro para garantir a segurança alimentar, bem como a segurança de pessoas e bens dentro das suas instalações. Porque um furo desses é que mete os ambiciosos inspectores da ASAE nas televisões e jornais.
Multar a loja do chinês...Pffff, grande coisa! Toda a gente sabe que aquilo é uma baderna, se vão lá é porque querem.
É assim o meu Portugal. A ajudar a vingar os pequenos negócios dos emigrantes que nos adoptam como segunda pátria.
Mesmo que violem todas as leis que todos os outros são obrigados a cumprir e que quase matem de falta de ar uma mãe de nariz sensível.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente