O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

quarta-feira, maio 01, 2013

A Primark, o Bangladesh e eu

Chego a casa depois de um dia de trabalho, ligo a televisão, está a dar o telejornal que dá depois da meia noite, e há crianças a chorar com fotografias nas mãos, e repetem que perderam a mãe, e as irmãs, e que não têm ninguém que cuide delas. E estão em frente ao monte de destroços do prédio que desabou no Bangladesh, enquanto as equipas de salvamento procuram corpos, ou muito pouco provável, sobreviventes.
E a Primark já veio dizer que vai ajudar as famílias dos mortos e desaparecidos, e eu a pensar, que não há dinheiro no mundo que lhes possa comprar o que perderam, e eu a pensar em cada peça da Primark comprada ao preço da uva mijona que entrou pela minha porta dentro, e eu tão contente porque é tão barato e os miúdos crescem a correr, e eu até desconfio que lá para os países que constam nas etiquetas alguém tenha de passar mal para que um pijama comprado a 10000km custe cinco euros, mas agora não desconfio, tenho a certeza, porque está mesmo ali em frente aos meus olhos, as crianças a chorar com as fotografias na mão, há espera de um milagre vindo debaixo do chão.
E depois o dilema, como deixar de comprar na Primark, ou na Zara, ou na H&M, logo para eles, que são três e estão sempre a crescer, e a roupa dura menos de uma estação, e não tenho dinheiro para os vestir de marcas, além que as marcas supostamente melhores também têm as fábricas plantadas lá pelo Oriente...E fico sem saber o que fazer, ou melhor, sei o que devia fazer mas não o faço, e é por isto e por pessoas como eu que este mundo não passa da cepa torta. E queria ser diferente, e explicar às migalhas que em vez de dez t-shirts só iriam ter cinco, mas todas feitinhas em Portugal, onde não há trabalho infantil, nem fábricas a ruir, porque há quem trate disso, e veja em que condições as pessoas trabalham, os ordenados são baixos mas há mínímos que não há no Bangladesh, e ainda por cima ajudava a economia.
Porque é que os caminhos certos são sempre tão dificeis de seguir mesmo quando são faceis de encontrar?



Sem comentários:

Publicar um comentário

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente