O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

terça-feira, outubro 27, 2015

Aqui a preparar os lanches para a escola

O fiambre olha para mim. Eu olho para o fiambre. Para o de porco, para o peito perú, para as fatias finas de frango.
Olho de forma muito diferente do que olhava até ontem.
Cancerígenos. Já desconfiava. Mas agora está ali preto no branco.
Não vou mandar esta merda aos miúdos.
Não hoje.

15 comentários:

  1. Ahahahahahahah, Xaxia , pensei o mesmo. Mas, mandei. Não vale a pena pensarmos muito no assunto. Onde já ia a humanidade. Acho um verdadeiro absurdo. A pensar bem, quase tudo o que comemos é manipulado. Comer sim, alguns sem exageros, ponto. Haja sensatez. Um bom resto de dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não mandei. Vamos ver quando me passa...

      Eliminar
  2. Pipocante Irrelevante Deliranteterça-feira, 27 outubro, 2015

    A sardinha já foi alimento perigoso e agora faz parte dos super-herois.
    Modas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Deliranteterça-feira, 27 outubro, 2015

      suuupppeeeeeeeeeeeeeeeer alimentoooooooooooooo

      Eliminar
  3. Desde que macaquito iniciou a dieta sem glúten ou lactose devido às suas intolerâncias, aprendi muitas coisas e passei a ter cuidado com muitos alimentos. Todos os alimentos que contêm glutamato monossódico (E621, GMS) são potencialmente perigosos. E quais são os alimentos que o contêm? Os processados. O GMS é um intensificador de sabor. Como já me habituei a ler todos os rótulos antes de comprar, este é mais um dos ingredientes que me faz deixar o produto na prateleira. No caso do fiambre, experimenta os "natura" isentos de lactose e glúten, usualmente já não têm o GMS na composição. As salsichas que se comem raramente cá em casa, faço igual.
    Não sou stressada com a alimentação mas tenho o cuidado de comprar as coisas mais ao natural possível, no entanto,vamos continuar a comer coisas que não devíamos, não todos os dias mas vamos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é isso que os torna potencialmente perigosos? Não li o relatório, só vi as notícias. Suponho que o presunto inteiro curado ao ar, esteja fora desta lista. Imagino que haja excepções. Mas não sei quais.

      Eliminar
  4. Xaxia, deixo-lhe um comentário deixado no Observador por alguém que se disse médico, de seu nome Fernando Gomes da Costa:
    "Como médico, sou frontalmente contra esta pretensa medicina que, alarmando pessoas acríticas e enfileirando com o politicamente correto para usufruir de benesses e publicidade, criam uma sociedade que, com medo de morrer, passa a ter medo de viver."

    Foi a gripe das aves, foi o urânio empobrecido, foi a Gripe A, foram as vacas loucas, foram tantos os alarmismos criados sabe-se lá com que objectivos últimos, que o melhor, mesmo, é fazermos o filtro e pensarmos pelas nossas próprias cabeças.

    Diz que "estudos recentes confirmam…estar vivo, aumenta potencialmente as probabilidades de contrair cancro!" (outra citação roubada lá no Observador).

    ResponderEliminar
  5. Hoje pensei o mesmo... mas afinal o que é que lhes ponho no pão, sendo que não gostam de doces e nem queijo e se for só manteiga resmungam e se for magra então, dizem que notam logo... só fiambre ou presunto! Bem sei que nem tanto ao mar, nem tanto à terra, mas a verdade é que comem fiambre quase todos os dias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje um levou doce de morango, os outros só manteiga. Tenho que puxar pela imaginação rapidamente.

      Eliminar
  6. A minha leva queijo. Fiambre e porcarias sou eu que como em barda. É como dizes, agora está ali preto no branco. Não vale a pena. É que nem é assim tão mau evitar estas porcarias. Reduzir ao máximo, até fica logo o intestino mais saudável. E é o que se quer.

    ResponderEliminar
  7. Eu mandei pão com ovo mexido. Provavelmente amanhã já levam com fiambre. Não se come assim tanto cá em casa, cada dia é um recheio diferente.
    (e os chouriços, caramba? não me conformo...)

    ResponderEliminar
  8. Este artigo da Wired é bom para por a "descoberta" da OMS em perspectiva: www.wired.com/2015/10/who-does-bacon-cause-cancer-sort-of-but-not-really/

    Resumidamente:
    - comer salsichas e bacon não é mesma coisa que fumar
    - Comer carne processada *pode* aumentar o nosso risco de cancro em 1% (a percentagem "relativa" é que é os tais 18%)
    - o Grupo 1 de substâncias cancerígenas da OMS, onde entraram agora as carnes processadas, inclui substâncias como: tabaco, UVs e radiação solar, bebidas alcoólicas (!) ou arsénico.

    Claro que a nossa relação com estas substâncias é relativa; moderar e variar serão sempre boas políticas. Excepto com o arsénico, esse é de evitar.

    ResponderEliminar
  9. Li este Post de um nutricionista desportivo e achei muito interessante. É preciso não dramatizar e interpretar os estudos :)

    https://www.facebook.com/sergio.veloso/posts/10205012162652706?fref=nf&pnref=story

    Rute

    ResponderEliminar

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente