O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

quarta-feira, julho 17, 2013

Como se não tivesse já coisas suficientes para me desgastar...

Ontem percebi que sair de casa sem maquilhagem, está neste momento no mesmo nível que sair de casa com o cabelo oleoso, com uma nódoa gigante na frente da camisa, ou com um bocado de couve entalado nos dentes da frente.
E hoje olhei-me ao espelho.
Eu já tinha dado por uns cinco cabelos brancos que nasceram desenvergonhados aqui mesmo na parte da frente. Mas hoje olhei com atenção. Vi os braços que apesar de magros estão flácidos. Vi as pequenas rugas fininhas que se formam nos olhos quando rio. Vi os derrames nas pernas.As manchas que não são sardas.
E percebi que quando dizem que pareço uma miúda só podem estar a gozar comigo, ou a dizer-me de forma gentil que devia usar roupa mais adequada à minha idade. Percebi quão rídicula devo ter parecido a fazer pinos e rodas com Migalhas na praia. Que quando bebo demais não tenho a mesma piada que tinha quando andava na faculdade.
Hoje, aos dezassete dias do sétimo mês do ano da graça de dois mil e treze, temo informar-vos que perdi algo que é absolutamente irrecuperável, nem com cirugias, nem com cremes, nem com os melhores PTs do mundo, nem com quilos de anti-oxidantes, com crioterapias, rejuvenescimentos diversos.
Hoje percebi que perdi algo que nenhum laboratório do mundo consegue produzir e médico nenhum consegue imitar, o que dá brilho aos olhos, luminosidade à pele, firmeza ao corpo, aquilo que nos faz irradiar qualquer coisa que vai além da beleza.
 Hoje comecei a fazer contas, e percebi que sou mais velha do que era a mãe do meu primeiro namorado quando a conheci.
Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida.
Hoje constatei, que a frescura dos vinte já lá vai.
Perdi o viço.

6 comentários:

  1. Proponho um requiem ao viço. Compreendo tão bem esta dor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vez que nao dá para ressuscitar... Um requiem!

      Eliminar
  2. Fiquei deprimida! Identifico-me (excepto nos cabelos brancos que não tenho). Tenho 30..ainda há dias perguntaram-me se tinha sido mãe em adolescente pois agora apararento ter 20 e pouco(a minha filha tem dois....) - espero que isso não esteja relacionado com a competência ou seriedade profissional. Estou mole e com olheiras, queixo-me das costas...e ainda tenho mais 60 anos pela frente! Tenho mesmo de mudar esta treta. Alguma dica? Ou resignação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde estão os livros de auto-ajuda quando precisamos deles? E os grupos de apoio? Chamo-me pé de chinelo e estou a envelhecer.

      Eliminar
  3. Não há volta a dar e não vale a pena pôr paninhos quentes na questão, que não pode ser embelezada. Ainda assim a experiência de vida dá-nos outro charme e quase que compensa a lista das maleitas...
    A parte boa é que a visão também vai falhando e sem os óculos postos as rugas quase que não se vêm. Ahahahahhahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim sim, a maturidade e charme e coiso, haja esperança! Quanto à parte da vista, vejo bem que se farta! Estou a avariar por fora e fina por dentro! :DD

      Eliminar

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente