O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

domingo, janeiro 11, 2015

Um dia eles vão descobrir que este mundo é uma merda, mas não foi hoje

Este ano, se Deus quiser e a conta bancária permitir, vamos levar Migalhas à Eurodisney.
Depois destes acontecimentos, alguém começa numa de eh pá...não sei se será boa ideia...Paris e coiso...
Comento com Dito-Cujo, que parece que há alguém no nosso grupo que não está para ser Charlie e com uma cagufa desgraçada.
Migalhas ouvem, e começaram com as perguntas.
E juro que lhes tentei explicar de uma forma simples, que uns senhores faziam uns bonecos a brincar com outros senhores, e que os outros senhores, irritados, zangados e chanfrados, tinham ido lá ao jornal onde faziam os bonecos e tinham morto doze pessoas para elas não continuarem a fazer bonecos que brincavam com eles.
Bem, explicar como é que passamos dos senhores que mataram os outros senhores que fazem bonecos, para não podermos ir a Paris, é que não resultou nada bem.
A maldade e perversão que há no mundo é-lhes tão distante, tão desconhecida, que explicar-lhes exactamente o que significa ter medo de ir a Paris, era dar-lhes uma machadada com danos irreparáveis na inocência.
E não consegui fazê-lo.

(Como se explica aos nossos filhos que explodiram uma criança de dez anos num mercado? E outras crianças, tantas? Como se explica a um filho que há pais que dão as filhas para se explodirem a matar outras pessoas? Como se explica a um filho o que é uma menina-bomba? Como? Como? Como?)

60 comentários:

  1. Não explica, não tem que explicar agora.

    E vai-se a Paris, evidentemente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Custou-me tanto a conquista da televisão em horário de noticiário (Violetta às 20h30), que não sei se estou preparada para abdicar dela...Única maneira de os alienar destes acontecimentos, já que a audição é perfeita.

      Eliminar
  2. Eu tive de explicar, eles falam disso na escola, tenho um que já me diz que quer ver as notícias que tem de saber das coisas. E expliquei. E falámos sobre religiões, como se vive em alguns países, sobre comunidades estrangeiras, sobre véus e nikabs. E acho que lhes tirei alguma da inocência, mas teve mesmo de ser, a coisa começou com um porque é que os muçulmanos são maus? Acabou com um como é possível haver homens tão maus? Devo ter feito um trabalho razoável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elas não falam na escola, mas ouvem tudo o que se passa à volta delas, sobretudo nos noticiários e nas capas dos jornais e revistas. Impossível mante-las completamente a leste disto tudo. E não sei como relativizar. Há coisas que simplesmente são como são, não há forma de as pintar de cor de rosa. Mas também não lhes quis explicar melhor, ou não tarda são as primeiras a não querer ir.

      Eliminar
  3. Pipoco sempre por cima da Picante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deus Meu, as coisas que uma pessoa descobre nisto dos blogues...:D

      Eliminar
    2. O homem sonha. A maior parte das vezes a obra não nasce.
      Não acredite em tudo o que lhe dizem...

      Eliminar
    3. Chocada Kina? Olhe, também eu, também eu. Duas pessoas tão finas e vai-se a ver...

      Eliminar
    4. É porque Deus não quis... :DDDDD

      Eliminar
    5. Havendo Deus... Eu acredito que sim.

      Eliminar
    6. Até que enfim uma reaproximação ao conteúdo do post (ténue, mas ainda assim...)

      Eliminar
    7. Explique lá isso, Mirone. Eu acredito que há Deus.

      Eliminar
    8. E tenho a certeza de que Deus não é tido nem achado nas nossas escolhas, qualquer criança sabe isso, aprende-se na catequese.

      Eliminar
    9. Não, claro que não. Mas há que pedir para nos ajudar a decidir bem, se for dar-Lhe muita maçada.

      Eliminar
    10. "Deus quer, o homem sonha, e obra nasce". Ora se a obra não nasceu, apesar de o homem a ter sonhado, só pode ser porque Deus não quis.

      Eliminar
    11. Se seguir aquela máxima do "não faças ao próximo aquilo que não gostarias que fizessem a ti", acredito que Ele aprovará. Deus deve ser um tipo descomplicado, nós é que temos a mania de complicar tudo.
      A vida até é simples se a soubermos levar.

      Eliminar
    12. As crianças na catequese aprendem essas coisas do "por cima" e do "por baixo"????? ...

      Eliminar
    13. Lá estão outra vez a por as culpas em cima do desgraçado. Que vale é que tem as costas largas.

      Eliminar
    14. Estamos a falar de quê mesmo?

      Eliminar
    15. Qual desgraçado? O homem que sonhou mais que os desígnios divinos?

      Eliminar
    16. Mirone, já lhe expliquei que Deus não é tido nem achado nas nossas escolhas. Ele deu-nos o livre arbítrio.

      Eliminar
    17. Estamos a falar de poesia, certo?

      Eliminar
    18. Deu-nos o livre arbítrio? Para? Nos castigar pelas "más" escolhas e premiar pelas "boas"?

      Eliminar
    19. É que depois do comentário da Kina fiquei atrapalhada.

      Eliminar
    20. Caraças, de Deus! De Deus! Estão a por as culpas em Deus.
      Kina, não sabia? É preventivo, em ensinando essa coisa do por cima e por baixo sempre se poupa na cena dos preservativos.
      Já me deram cabo do post. Isto é blogo terrorismo!

      Eliminar
    21. Ahahahahahahhahahahah! opá desisto. Fui. Boa noite! :-)

      Eliminar
    22. Eu estava a falar de religião. A que propósito vem esta cena de preservativos?

      (isto é um "daqueles" blogs? Céus... vou já embora)

      Eliminar
    23. Já vai Kina? Pfffff....Fraquinha...

      Eliminar
    24. Xaxy?! Num post tão bonito?

      (não me admira que tenhas três filhos, as tuas noções de contracepção são um bocadinho... errr, olha, nem sei)

      Eliminar
    25. Ah Picante, não se faça de sonsa, sim? Ou ainda pensa que os bebés vêm de Paris? (mais uma tentativa de aproximação ao tema do post)
      E toca a circular, ou as pessoas decentes nunca mais cá vêm comentar.

      Eliminar
    26. Quando a coisa aperta eu fujo... religião e preservativos is out of my league...

      Eliminar
    27. Ora Xaxia, só cá estamos nós. Não vejo aqui uma única pessoa decente.

      Eliminar
    28. além do mais, farto-me de "provar" que não sou um robot e não estou disso nada convencida...

      Eliminar
    29. Picante, não ofenda a Kina, sim?

      Eliminar
    30. Mas... mas...
      (ela não tinha ido embora?)

      As minhas desculpas Kina, estou certa que a Kina não é nada indecente.

      (está bom assim, Xaxia?)

      Eliminar
    31. Xaxi, se a Picante me achasse decente...

      Eliminar
    32. Está melhor, muito melhor.

      Eliminar
    33. Mas fiquei ainda mais intrigada com isso de me "ofender"em... é tentar, é tentar! :-)

      Eliminar
    34. Ora Kina, eu não ofendo as pessoas, as pessoas é que têm a mania de ler coisas que eu não escrevo. Nada de muito grave, afinal isto são só blogs, pois sim?

      Eliminar
  4. Não há direito, uma pessoa puxa Fernando Pessoa e tu falas de preservativos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas não havia preservativos no tempo do Fernando Pessoa?

      Eliminar
    2. Obviamente que havia, Kina. Que bizarria vem a ser essa? O preservativo é muito anterior à idade média, diz que já os gregos e romanos usavam bexigas de animais como preservativo. na idade média usava-se tecido com ervas medicinais.

      Eliminar
    3. Claro que havia, por isso é que não se voltou a fazer outro Fernando Pessoa.

      Eliminar
  5. Mas qual era o "tema" ????????????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como explicar aos mais novos o terrorismo.

      Eliminar
    2. E o tema era bem interessante. Não há direito. Um post tão bonito...

      Eliminar
  6. Xaxi, vamos fazer assim, apagas os comentários todos a partir do anónimo e começamos de novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Incluindo o do anônimo ou excluo o do anônimo? Apesar de sair do tópico, não deixa de elevar aqui o nível do estaminé.

      Eliminar
    2. Eu deixava o anónimo ficar.

      Eliminar
    3. Sim, parece ser pessoa bem informada, nunca da sabe, um dia é preciso conhecimentos aqui ou ali... Vou deixar ficar.

      Eliminar
  7. Agora a sério. Não me parece que tenhas de voltar à Violetta. Os teus Migalhas são inteligentes e sobretudo as mais velhas já percebem que há guerras, que há pessoas que só sabem resolver questões aos tiros porque pensam que é isso que está certo. E de certeza que também já percebem que não é aos tiros e bombas que as coisas se resolvem, não precisam de grandes explicações, hão-de descobrir, a seu tempo e sem grandes dramas - foi assim que nós descobrimos e não ficámos traumatizados - que por vezes o mundo em que vivem consegue ser uma valente poia.

    ResponderEliminar
  8. A única coisa que tenho a dizer sobre este post é que não existe tal coisa chamada Eurodisney. Existiu, há décadas quando abriu, mas há muito que o nome mudou. Chama-se Disneyland Paris.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela correcção anónimo. É que nem se percebia o sentido do post como deve ser!

      Eliminar
    2. e vai que chegavas lá e só então davas com o erro? Ah e tal desculpe, aqui é a Disneyland, minha senhora, está enganada.

      (há um episódio do The Middle parecido. A família ganhou bilhetes para a Disney, mas em vez do parque da California foram para o de Orlando - mas o director do parque deixou-os entrar. Vai à confiança, vão deixar-te entrar no parque de Paris, quer lhe chames Disneyland ou EuroDisney)

      http://www.imdb.com/title/tt3578898/

      Eliminar

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente