O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

terça-feira, fevereiro 04, 2014

Blogoperfeição

Hoje, estava por aqui a pensar nesta coisa da blogosfera, (o que nos dias que correm que nem tempo tenho para fazer xixi, é uma grande coisa), e pensei, que o problema  na grande Blogo, é que é tudo perfeito.
Consegue-se viver a parentalidade perfeita, educadores perfeitos, de criancinhas inteligentes, estimuladas e elegantemente vestidas. As mulheres são as mães ideais, que tiram fotografias às suas famílias perfeitas, nas suas casas perfeitas, onde cozinham refeições gourmet para receberem os melhores amigos do mundo. Percebem de roupa, encontram sempre a peça perfeita, para o momento perfeito, seja ele uma reunião de trabalho, um jantar amoroso, ou uma ida aos baloiços.
Os tempos livres destas vidas blogoperfeitas, são poucos, mas muito aproveitadinhos, porque conseguem no mesmo dia tomar o brunch perfeito, ir à praia, ver aquela peça de teatro, ler um livro numa esplanada, levar as crianças à Kidzania, fazer bolachinhas de manteiga e ainda ter tempo para escrever uns vinte posts que saírão às horas certas dos dias certos. Nos fins de semana, saltam para cima dos seus saltos altos, deixam as criancinhas com os avós mais queridos e disponíveis de todos, e vão comer o melhor sushi do mundo ao melhor restaurante. Vão deitar-se já de madrugada, mas a próxima manhã, será uma manhã perfeita, de mais um dia perfeito, cheio de alegrias, e panquecas e filmes Disney.
De vez em quando também partilham as suas maiores preocupações, não se pense que nas vidas blogoperfeitas não há problemas. Uma peça de roupa que esgotou. As filas das finanças. A criancinha que fez uma birra horrível no supermercado. O Benfica que empatou. A Claúdia Vieira que se separou. O Shumachaer que não sai do coma.
Nos seus blogues perfeitos, os seus seguidores perfeitos deixam os comentários mais positivos e animadores, a lembrá-los que têm uma vida perfeita e o mundo é lindo...
Pois por aqui também é tudo quase perfeito.
A ver: hoje acordei antes do despertador com uma filha a queixar-se de dores de barriga. Tomei um duche rápido, fiz um rabo de cavalo para disfarçar o cabelo oleoso, enfiei uns pacotes de bolachas Tuc nas lancheiras dos mais pequenos, passei seis horas nas urgências do hospital, para descobrir após dois Rx e uma ecografia, que a miúda faz pouco cocó. Fui trabalhar, alguém comenta que tenho uns restinhos de verniz nas unhas, tento arrancá-los com os dentes (com sucesso), agarrei-me às folhas de Excel toda à tarde e até às dez da noite, saí, passei na farmácia a comprar remédios para os fungos (ginecologista, lembram-se?), apanhei uma molha, cheguei a casa carregada de sacos, comi um resto de lasanha requentada e dois kiwis, e sentei-me no meu sofá, a pensar que estamos todos vivos, os miúdos dormem em paz na cama deles, e só por estes dez minutos, este também pode ser um blogue de uma vida blogoperfeita.



22 comentários:

  1. Aplausos para uma mulher normal e real. Não posso acrescentar mais nada, já disseste tudo (e muito bem).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez me tenha esquecido de referir que houve ainda mais um momento perfeito: o do Microlax a Migalha...:DDD
      Bjs

      Eliminar
  2. Quando ainda há tempo para escrever assim, não está tudo perdido. Um vislumbre de perfeição. A blogosfera perfeita pode ser uma boa terapia para quem a pratica, não pode é ser levada à letra por quem a lê.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Se levarmos à letra vai ser um colher de frustações!

      Eliminar
  3. Tenho pena de não ser perfeita. Se fosse, hoje seria dia de me queixar de uma senhora que estava a distribuir cadernetas de cromos da Violetta à porta do colégio da Mironinho. As miúdas mais velhitas estavam loucas! Depois os pais que se "amanhem" e comprem as saquetas dos cromos para as preencher.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens a caderneta de cromos da Violetta?!?! Tens, tens?? Vamos trocar cromos, pleeeeease! Eu sabia que isto dos blogues servia para alguma coisa!

      Eliminar
    2. A Mironinho ainda não vê a Violetta, nem se apercebeu.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Por aqui também não. Mas há bons momentos, espero que por aí também.

      Eliminar
  5. Eu costumo dar 90% de desconto quando alguém me fala sobre a sua vida perfeita, porque de certeza que apenas estão a tentar impressionar alguém, ou será uma maneira de se convencerem a si próprias, nunca percebi. Por isso não vale a pena comparar a nossa vida à deles, porque nós não estamos dentro daquelas 4 paredes para saber o que lá se passa e olhe que às vezes até pode ser bem pior do que os nossos piores dias. Ou melhor, como nós também temos dias fantásticos. As melhoras da migalha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas gostam de ler sobre vidas perfeitas. Festas de aniversário com cupcakes cor de rosa. Meninas que correm de vestido sem cair e esfolar os joelhos. Maridos compreensivos e cooperantes. Hobbies que dão dinheiro. Super compras em saldos. Enfim...

      Eliminar
    2. sim,e a culpa disso são os contos de fadas que lhes leram vezes sem contas e como não distrinçaram pelo meio os lobos e as bruxas só ficou retido o "foram felizes para sempre". E é por isso que estão sempre ansiosos por ler mais happy endings. LOL

      Eliminar
  6. Adorei e concordo em género e grau. Uma vez até escrevi que nos deviamos juntar e fazer um movimento por uma blogosfera mais real ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, se bem que mais real aqui, só se escrever todos os f#d$s# que me passam pela cabeça quando estou furiosa!

      Eliminar
  7. Cambada de invejosas... Eu, por exemplo, estou neste momento a viver uma gripe perfeita... Ranho perfeito, tosse perfeita, dores musculares perfeitíssimas... Acabei de almoçar um Cerelac perfeito e estou aqui a ver se aguento o vómito que aposto será perfeito... Agora, eu só acho que se não conseguem atingir esta perfeição não julguem quem como eu consegue... Ai a minha vida...

    ResponderEliminar
  8. este post está muito bom. já escrevi sobre isso há anos. Sim, que já ando há aqui há algum tempinho. Tenho uma vida cheia de merdas, tenho neuroses múltiplas e várias vezes ao dia, e estou com uma p*** de uma dor de costas que nem te digo nem te conto. Dizem que é da PDI...
    Quando chegar a casa, vou pôr uma mordaça na boca da minha filha e agarrar-me a uma botija de água quente e chorar de dores, porque aqui no trabalho não posso.
    bj :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só a ideia da criança amordaçada, já me fez ganhar o dia!!

      Eliminar
  9. Acabo de vir do blog da Palmier e a temática é a mesma - les beaux esprits se rencontrent :)
    Mas é mesmo isto que sinto ao ler certos blogs...mas estas pessoas acordam para correr, para fazer granola xpto, para isto e para aquilo e ninguem acorda para passar uma montanha de roupa a ferro nem para estender uma máquina dela?!? Isto é, faz-se a granola e as oatmeals e os cupcakes, mas quem lava a louça e esfrega o fogão? Os instagram não seriam tão giros com um forno por esfregar e tal...

    Beijinhos,
    Ângela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, isso é porque nós não somos fadas do lar, eventualmente somos um bocadinho desorganizadas e até, quem sabe desleixadas. Quem é verdadeiramente perfeito, nem suja o forno!

      Eliminar
  10. Eu cá sou a mãe em fanicos... Não mostro fotos da minha alegre casinha, porque me falta a coragem e proibi todos os meus amigos de aparecerem sem pré aviso... Tenho o nº3 com varicela.
    Há o truque do cabelo apanhado, também o conheço, mais vezes que o desejável...
    Vidas reais, imperfeitas, felizes, chamem-lhes o que quiserem...

    Tudo de bom, as melhoras

    ResponderEliminar

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente