O maravilhoso header é cortesia da Palmier Encoberto. Quem mais?

quinta-feira, setembro 18, 2014

Sobre isso das coisas previsíveis

Não gosto de incertezas, nem de imprevisibilidade.
Arriscaria mesmo dizer que nem gosto muito de surpresas.
Gosto do conforto de saber com o que conto, e quando há decisões importantes a tomar, o mais depressa possível, para que rapidamente se encontre nova ordem.
De tal maneira sou assim, que durante muito tempo ia espreitar o final dos livros, especialmente se a história ou o destino de alguma personagem me inquietava em especial, para depois voltar mais atrás e ler em sossego e sem sobressaltos o resto da história.
O saber o que vem a seguir e o poder preparar o coração e o espírito, dá-me segurança.
Tudo isto encaixa nos medos. E ainda que a maturidade me tenha aplacado alguns, serei sempre uma pessoa de medos.
E lembro-me disto a propósito desta coisa de ter que decidir se mudava as miúdas de escola.
Além de todas as contas que tivemos de fazer, na minha cabeça tinha um turbilhão de perguntas sem resposta a tirarem-me o sono, todas sobre a maior ou menor facilidade com que iriam adaptar-se à nova escola, arrancadas assim ao que já tinha começado, e que já era para elas, tido como certo.
Preferia não ser assim, mas é muito mais mais forte que eu. É o que sou.
E imagino-me muitas vezes velhinha, a olhar para trás e a pensar: "afinal correu tudo bem, sempre havias de ter aproveitado um pouco mais".


6 comentários:

  1. Também sou assim, fazia isso com os livros tal e qual. Parece que o medo que temos de que as coisas corram mal nos devora as entranhas e depois, quando tudo acaba bem, damos por nós a pensar como raio é que se pode ser tão obcecado com o controlo. Na verdade, as coisas são só coisas, e vai haver sempre alguma coisa a acontecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É exactamente isso. O achar que se pode controlar o que acontece ou mesmo evitar algumas coisas...enfim, como diria a minha avó "maluqueiras".

      Eliminar
  2. Gosto do conforto de algumas certezas e da rotina e também não deliro com surpresas e imprevisibilidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Surpresa só ao nível Euromilhões...

      Eliminar
  3. Se me permite e porque este assunto é relevante para a Blogosfera, gostaria de divulgar o lançamento no meu humilde blog do «Jornal Blog», bastante previsivel, muito agradecida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora Arrumadinha, não sabia que era relevante para a Blogosfera, mas fico muito lisonjeada com a honra que me dá.

      Eliminar

Comenta, não pagas nada e eu fico toda contente